Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

Cavaco e a democracia

Cavaco lançou-se hoje em pré-campanha para as presidenciais. Aproveitando as férias (forçadas pela moção de censura do PCP) de Alegre, Cavaco afirmou que a estabilidade política é a saída para a crise. O seu discurso, sem dúvida, se encavalita  no recente acordo entre o PS e o PSD para “tirar Portugal da crise”. (Resta perguntar o que poderia ser pior do que isto e se é mesmo verdade que num clima de instabilidade política a situação era muito diferente? E, ainda, se sendo diferente era diferente para pior).

Com tudo isto Cavaco, mais que Alegre, parece o candidato ideal para o PS. A única razão pela qual o PS jamais apoiaria Cavaco é que tornaria esta farsa democrática numa ditadura às claras. A política portuguesa está transformada numa corrida de estafetas, onde dois partidos correm na mesma direcção, passando a estafeta ao outro quando este se cansa, isto é, a sua imagem se desgasta.

Anúncios

21 de Maio de 2010 - Posted by | Partidos | ,

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: