Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

A somar problemas

Embora não seja este o tipo de assuntos a que me dedico neste blog, chamou-me a atenção o facto de que os alunos chegam às Universidades mal preparados a matemática. O culpado, a meu ver mal definido, é o ensino secundário. Seguramente, o ensino secundário culpará o básico e o básico os pais. Quem vem atrás que feche a porta.

De facto, o problema é social. Já em 1938, o filósofo francês Gaston Bachelard deixou escrito: “É de bom-tom, entre burgueses letrados, gabar-se da sua ignorância matemática“. Hoje é normal não ter bases a matemática, ou ter uma nega à disciplina. Quem não tem?

Talvez por eu ter sido bom aluno a matemática sempre me fez confusão essa falta de bases. Sempre achei que falta de bases é preguiça mental. Os alunos olham para o problema à espera que a solução para ele caia do céu. E a verdade é que basta uma dica inicial a um aluno médio, para que ele resolva um problema matemático sem problemas. Resolve-o mecanicamente. Mas foi preciso uma ajuda de fora para livrá-lo do choque inicial.

Aliás, o problema não é só na matemática. A preguiça mental atravessa todas as disciplinas. Um jornalista, no Público de hoje, chamou “minoria étnica” aos emigrantes portugueses em Inglaterra. Para ser honesto, parece-me que o nosso sistema de ensino é bom a ensinar matemática, português, ciências, etc. O único problema é que tem tido muitas dificuldades em ensinar a pensar!!!

Anúncios

22 de Junho de 2010 - Posted by | Sociedade portuguesa | ,

1 Comentário

  1. Destreinado da matemática, resolvi tentar resolver um problema que encontrei na Internet. Difícil – provando o que digo no post – não foi resolvê-lo; foi achar a expressão para fazê-lo. Por isso cá vai o problema.

    Uma grande comitiva acompanhará a selecção nacional ao campeonato do mundo na África do Sul. Sabe-se que no avião da TAP fretado para levar a selecção, dois terços dos ocupantes são pessoas ligadas ao futebol português; um quinto as equipes médicas e técnica; jogadores são somente 24.
    Viajaram para África do Sul:
    A – 36 pessoas ligadas ao futebol;
    B – 120 pessoas ligadas ao futebol;
    C – 120 médicos e técnicos;
    D – 156 pessoas.

    Comentar por Jose Ferreira | 24 de Junho de 2010


Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: