Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

Equador nas notícias

Em 2007, acompanhei as eleições para presidente no Equador pela Prensa Libre, um jornal guatemalteco bem de direita. Rafael Correa pedia dois terços do Congresso para a sua coligação para reformar a Constituição e fazer de Equador um país socialista. A população elegeu-o com 70% dos votos, mais que o necessário. A partir daí, Equador saiu das notícias.

Interessa divulgar os avanços de um país para o socialismo quando o principal problema está resolvido? O socialismo resume-se a Venezuela e Coreia do Norte onde a oposição ou a pobreza é forte. Onde sobretudo se polariza o sistema e impede a concretização das medidas do governo. Ele é esquecido onde o comunismo fica só no papel – China, Nicarágua e El Salvador (?) – ou onde as coisas estejam a correr bem – Equador e Chipre. (Cuba fica mal classificada nesta análise, já que o seu tempo de antena é garantido, não pelos problemas internos, mas pela relação histórica com os Estados Unidos da América).

A prova disto é que quando só quando as coisas correm mal, é que a imprensa se lembra do comunista Correa.

Entretanto dizem-nos que a coligação governamental está dividida no Congresso e que a nova constituição foi aprovada em 2008. Novidades não explicadas, com dois anos de atraso.

Anúncios

1 de Outubro de 2010 - Posted by | Ideologia, Mundo | , ,

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: