Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

PCP adivinhou a crise

Cansado de ouvir os economistas queixarem-se da imprevisibilidade da crise, só me resta gritar: LEIAM MARX!!!

Em 2004, quatro anos antes de crise, a Resolução Política do XVII Congresso do Partido Comunista Português, rezava assim:

O endividamento dos EUA, equivalente a um quarto do seu PIB, levanta o problema da sustentabilidade dos seus défices e do consumo privado e ameaça com um ajustamento abrupto dos fluxos financeiros de dimensão mundial. Os efeitos das políticas fiscais e monetárias expansionistas, assentes nas despesas militares e nas baixas taxas de juro, vão começar a dissipar-se, também no Japão, onde permanecem os efeitos deflacionistas após mais de uma década de profunda recessão. Persistem elevados níveis de desemprego e pobreza que, restringindo o acesso a bens essenciais, limitam o consumo privado. Por outro lado, o crescimento do endividamento das famílias está a atingir os seus limites. No mercado imobiliário, cujos preços têm vindo a subir a níveis demasiado elevados, subsistem riscos de um ajustamento abrupto com consequências de expressão mundial.

O documento completo pode ser lido aqui.

Anúncios

12 de Março de 2011 - Posted by | Economia, Partidos | ,

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: