Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

As declarações fascistas de Jorge Sampaio

As declarações de Jorge Sampaio, hoje, à SIC merecem apenas um qualificativo: fascistas! Bem distintas das, igualmente erradas, declarações de Mário Soares (artigo completo aqui). A nomeação de um governo por iniciativa presidencial, como forma de fazer face ao descrédito deste, quer pela sua praticidade quer pela sua imediaticidade, reduz-se a uma arranjo das elites políticas para concertar, momentaneamente, os estragos das mobilizações populares desde dia 15 de setembro.

Jorge Sampaio vai mais longe. Ele quer resolver o problema a longo prazo. Defende “partidos modernos (sic.)” que possam “dialogar com as pessoas”. Porque, “o problema mais grave” é que, depois do dia 15 de setembro, “a necessidade de austeridade caiu”! Isto é,  Jorge Sampaio exige, com todas as letras, que os partidos se tornem válvulas de escape para o conflito social que decorre da imposição da política de austeridade. Ela “é necessária” e, portanto, indiscutível. Aos partidos cabe apenas divertir a população com fait divers. Nem Passos Coelho conseguiu ser tão exato e, ao mesmo tempo, tão subtil.

Anúncios

14 de Outubro de 2012 - Posted by | Ideologia, Portugal | , ,

1 Comentário

  1. Depois ouvi a entrevista e apenas concluí que Sampaio, tal como Soares e outros, do ps-psd querem um governo de salvação, conciliação e acalmação nacional. O que tb já foi defendido há dias por um banqueiro – Jardim Gonçalves – sem cds mas liderado por Passos Coelho Mas o PS Sócrates Seguro aparentemente não quer.

    Jardim Gonçalves entende que o OE 2013 não serve e que o PS tem uma capacidade de diálogo que o cds não tem

    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=596664&tm=9&layout=122&visual=61

    Comentar por kantoximpi | 21 de Outubro de 2012


Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: