Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

Violência na Venezuela

Para quem não sabe, a recontagem dos votos pedida pela oposição é algo normal na Venezuela. Nas últimas eleições, 53% das urnas foram auditadas. Nestas há um compromisso, proposto pelo CNE e aceite por Maduro antes da oposição o exigir, de uma auditoria a 100%. Nada disto vem nas notícias. Só quem, como eu, ouviu os discursos da noite eleitoral sabe.

Mas a oposição não deseja o funcionamento regular das instituições. O discurso contra o sistema eleitoral (considerado pela fundação Carter o mais fiável do mundo) chegou antes das eleições. E volta agora com toda a fúria. Ontem, Capriles convocou uma manifestação contra a tomada de posse, hoje, de Maduro. Foi um fracasso: pouca gente, visivelmente de classe média e alta. E pior. Ante o seu fracasso, os manifestantes tentaram tomar de assalto o Conselho Nacional de Eleições. A resposta dos chavistas foi sair à rua e desalojar a oposição de todos os espaços que tomaram.

Foi uma noite violenta, com um saldo de quatro mortos e de má imagem para a oposição! Uma noite que os jornais de todo mundo, trabalham para fazer esquecer. Muitos têm os olhos posto em Boston. Mas o El País conseguiu, com uma foto bonita, ignorar a pouca adesão à manifestação e a violência em que ela acabou.

Anúncios

16 de Abril de 2013 - Posted by | Mundo | , ,

Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: