Fala Ferreira

Assim me saúdam os amigos de Guatemala.

A folha de excel do FMI

Pela segunda vez, uma folha de excel é notícia. O que indica que a política não é mais digna desse nome – foi reduzida a simples gestão. Mas só aparentemente. A política agora é feita de outro modo. Dadas as opções A e B, quando se deseja seguir em frente com a A, o melhor é gerar todo o debate em torno da má fundamentação da opção A. Ora, dada a necessidade de recolocar a economia a crescer, a única solução apontada é baixar salários. São discutidos os erros técnicos na fundamentação dessa opção, mas não as alternativas. A conclusão é inevitável: pese aos factos, there is no alternative.

Às vezes aparece uma alternativa B. Alguém diz que os custos de contexto são menos competitivos que os custos salariais; se o objetivo é fazer a economia crescer, o melhor é atuar aí.  (E eu lembro de uma certa prioridade do FMI e da CIP em reduzir os custos da energia elétrica, cujo preço é definido pelo governo, esquecida depois da terceira visita da troika). No Facebook, alguém me disse que as condições do empréstimo da troika à Grécia, cujos juros foram definidos a 1%, permitiriam um corte na despesa do Estado igual aos 4 mil milhões de euros previstos pelo Estado. Ao contrário do despedimento dos funcionários públicos, o corte por esta via não implica a redução das vendas dos cafés, das papelarias e dos centros comerciais, isto é, não implicaria o agravar do decrescimento.

Mas para aplicar a opção A devemos só debater as suas virtudes e, principalmente, os seus defeitos. O debate há-de gerar suficiente ruído para esconder a hipótese B, C e, porque não, talvez uma D!

Anúncios

30 de Agosto de 2013 - Posted by | Economia, Portugal | , , ,

1 Comentário

  1. És capaz de gostar de ver estes dois videos…

    https://www.youtube.com/watch?v=V6EkWkq9kUY (um alemão em espanha)

    e

    http://tvl.pt/2013/07/24/mercados-financeiros-2/

    Comentar por kiitossakidila | 30 de Agosto de 2013


Sorry, the comment form is closed at this time.

%d bloggers like this: